Presidente da ISP assina manifesto pelo direito de Lula ser candidato a presidente do Brasil

22 January 2018
Dave Prentis já havia demonstrado sua preocupação com os ataques à democracia no Brasil em seu discurso no 30º Congresso Mundial da ISP, realizado entre 30 de outubro e 3 de novembro de 2017.

O presidente da Internacional de Serviços Públicos (ISP) Dave Prentis assinou o manifesto “Eleição sem Lula é fraude”, que defende o direito de Luiz Inácio Lula da Silva disputar a Presidência da República do Brasil nas eleições de outubro de 2018. Prentis já havia demonstrado sua preocupação com os ataques à democracia no Brasil em seu discurso no 30º Congresso Mundial da ISP, realizado entre os dias 30 de outubro e 3 de novembro de 2017 em Genebra, na Suíça.

"No Brasil, vemos a persistente popularidade de Lula, que, apesar do duro período e dos ataques à democracia que o país vive, continua a inspirar esperança para o futuro", disse. 

Em julho de 2017, o ex-presidente brasileiro foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A sentença do juiz Sérgio Moro, no entanto, é repudiada por muitos juristas por possuir várias falhas e não apresentar provas. Muitos desses juristas, além de diversos integrantes de movimentos sindicais e sociais, denunciam que o processo judicial contra Lula tem objetivos políticos. No dia 24 de janeiro, será julgado o recurso da defesa. Caso a decisão de Moro seja mantida, o ex-presidente pode ser impedido de concorrer às eleições.

O manifesto, que em 22 de janeiro reunia 200 mil assinaturas, diz:

“A tentativa de marcar em tempo recorde para o dia 24 de janeiro a data do julgamento em segunda instância do processo de Lula nada tem de legalidade. Trata-se de um puro ato de perseguição da liderança política mais popular do país. O recurso de recorrer ao expediente espúrio de intervir no processo eleitoral sucede porque o golpe do impeachment de Dilma Rousseff não gerou um regime político de estabilidade conservadora por longos anos.”

No dia 24, diversas manifestações de apoio a Lula estão previstas para acontecer em várias cidades do Brasil. No exterior, estão programadas ao longo da semna atividades em Frankfurt, Berlim, Colônia, Munique, Zurique, Paris, Londres, Barcelona, Estocolmo, Madri, Nova York e Cidade do México.

O manifesto está disponível, em vários idiomas, aqui.